Qual a melhor metodologia de Planejamento Estratégico?

A Enteléquia, durante sua jornada, já realizou o curso de Planejamento Estratégico para diversas organizações. E, com isso, percebemos que muitas delas têm dificuldades em escolher o modelo que melhor se encaixe em sua realidade atual.

Por isso, nesse post, nós trataremos sobre duas das metodologias mais indicadas pela Enteléquia e populares entre os gestores para a realização do seu Planejamento Estratégico: Business Model Canvas e Balanced Scorecard.

Conheça o Business Model Canvas

Traduzido como “Painel de Modelo de Negócios”, essa metodologia é utilizada hoje por diversas organizações como meio para a formulação de seu Planejamento Estratégico. Por muitos, é considerada essencial para a empresa, mesmo que o Canvas não seja a ferramenta principal.

Consiste, basicamente, em um “mapa” dividido em nove blocos (building blocks), em que se alocam os fatores de um modo visual e dinâmico. Observe a imagem abaixo:

business model canvas

É possível perceber a interdependência de cada um dos nove fatores, melhores explicados a seguir:

  • Segmentação de Clientes: aqui você deve especificar qual nicho irá atender e qual o perfil de seus potenciais clientes. Tentar alcançar vários grupos de clientes não é recomendável, pois pode demandar esforços não compensadores e tirar o foco do negócio;
  • Proposta de valor: se refere ao que você irá oferecer ao seu cliente e qual problema dele será resolvido pelo seu produto/serviço;
  • Canais: qual será o meio utilizado para ocorrer o processo de compra e recebimento de seu produto/serviço;
  • Relacionamento com os clientes: como você irá manter o relacionamento com seus clientes, com o objetivo de fideliza-los e aumentar seu ticket médio;
  • Fontes de Receita: Como o seu modelo de negócio obtém a receita ou cobra de seus clientes;
  • Atividades-chave: são os processos principais da empresa que serão executados para entregar sua proposta de valor;
  • Recursos-chave: os recursos fundamentais necessários na empresa (físicos, intelectuais, humanos e financeiros) para que o modelo de negócios aconteça. Sem esses recursos a empresa não irá funcionar;
  • Parcerias-chave: empresas e pessoas que são fundamentais para o seu modelo de negócio, mas que não pertencem à organização ou estão fora de suas fronteiras;
  • Estrutura de custos: o que representa os custos mais relevantes do modelo de negócio.

Benefícios do Canvas

O Planejamento Estratégico com Business Model Canvas é uma metodologia simples e muito visual que descomplica a Estratégia. Por isso, possibilita que todos se envolvam no planejamento e compreendam facilmente a linguagem estratégica da empresa. Dentre todas as vantagens, destacam-se:

  • É um modelo visual, o que facilita o entendimento, a interpretação e a compreensão de todos os envolvidos no processo;
  • Permite uma visão clara dos possíveis fluxos e processos a serem criados, bem como as reais necessidades da empresa;
  • Direciona a empresa à atividade foco, consolidando todos os possíveis clientes e moldando a estrutura para atendê-los;
  • Muito relevante para empresas que estão iniciando agora e precisam estruturar o valor que entrega para os seus clientes e também modelar a estrutura organizacional;
  • Otimiza a comunicação dos objetivos e propósito do negócio, pois à medida que é uma ferramenta simples e visual, coloca todos para discutir as ideias principais e faz com que saiam da elaboração falando a mesma língua;
  • Simplifica a comunicação da estratégia para as pessoas, à medida que o envolvimento de todos com a construção da estratégia é maior.

É importante saber que a metodologia não se restringe à elaboração do Business Model Canvas, mas que, posteriormente, é feito um desdobramento do modelo de negócio por meio de análises e distribuição de objetivos, indicadores, metas e planos de ação.

Planejamento Estratégico com Balanced Scorecard

A metodologia BSC envolve mais complexidade se comparada ao canvas, já que envolve aspectos financeiros, métricas mais complexas e uma visão mais racional e direcionada da estratégia do negócio. Mais ainda que a definição desses pontos, o BSC foca no acompanhamento e resultados, com a finalidade de obter retorno financeiro a partir das ações.

Quando se fala em finanças, pode parecer um método direcionado apenas para empresas privadas e com fins lucrativos. Entretanto, ele é utilizado amplamente por organizações públicas, ONG’s e demais empresas sem fins lucrativos.

Para isso, a metodologia se direciona para a criação de um mapa estratégico, que tem como objetivo mensurar quatro perspectivas, que, segundo David Norton e Robert Kaplan, contemplam toda a organização, seus processos e áreas: financeira, clientes, processos internos e crescimento, melhores explicadas abaixo:

  • Financeira: Deve-se relacionar essa perspectiva com a estratégia adotada, mensurando constantemente crescimento/declíno das receitas e produtividade, além de monitorar as consequências econômicas de cada ação da empresa;
  • Clientes: é onde ocorre o monitoramento da proposta de valor elaborada pela empresa e o posicionamento em seu mercado, através de indicadores de satisfação e até planos de ação elaborados a partir de pesquisas e resultados;
  • Processos internos: mensura-se por meio de metas relacionadas aos processos internos, à qualidade e à eficiência das atividades responsáveis por criar condições favoráveis para a entrega da proposta de valor e o atingimento do mercado;
  • Crescimento: a empresa deve constantemente desenvolver competências organizacionais, seja por meio de capacitação dos colaboradores, motivação, investimento em P&D e tecnologia.

Na imagem abaixo fica possível visualizar melhor as quatro perspectivas mencionadas por Norton e Kaplan:

balanced scorecard

Benefícios do Balanced Scorecard

O BSC é uma ferramenta muito popular e amplamente conhecida em organizações mais complexas e maiores. Ele foi disseminado na década de 90 e ainda continua sendo implementado, como uma das melhores e mais completas ferramentas existentes. Muitos a consideram além de um planejamento estratégico, também um modelo de gestão a ser seguido.

Dentre os benefícios do Balanced Scorecard, pode-se considerar:

  • Direciona a empresa para uma cultura de Data Driven: tomada de decisão com conhecimento e foco nos resultados;
  • Organiza o Planejamento Estratégico em ciclos formais e consolidados, tornando os processos relacionados à estratégia mais claros e mais direcionados;
  • Possibilita a elaboração de planos de ação com foco em métricas;
  • Passa a orientar todos da organização para um foco maior em resultados e impactos, causa e efeito e perspectiva de alto desempenho à medida que a intenção é gerar forte apelo a métricas e indicadores;
  • Facilita o monitoramento de planos estratégicos mais complexos, bem como implementação de um Escritório de Projetos ou PMO.
  • Recomendado para empresas com maior nível de maturidade e com estrutura organizacional mais complexa, que já possui uma pré-disposição para padronização de gestão e processos.

Business Model Canvas vs. Balanced Scorecard

As duas opções de metodologia podem ser eficazes em diferentes contextos. Como um resumo, observe o quadro de comparação abaixo:

bsc vs. canvas

Portanto, cabe à empresa identificar qual metodologia existente é mais interessante para ela, ou seja, qual melhor irá atender seus objetivos atuais.

 

Quer uma ajuda com o seu Planejamento Estratégico? Acesse nossa página de materiais gratuitos! Lá você encontrará alguns relacionados a esse e muitos outros temas.